CASAMENTO CLARISSA REGGIANI comente aqui

No dia 30 de abril do corrente ano, movimentada festividade agitou a capital mineira. Na ocasião, Clarissa Reggiani e Pedro Braga Bernardinho celebraram seu matrimônio. Ela é filha dos nossos companheiros Elisabeth e Rotizen, natural de Ouro Preto e formada em psicologia. Ele é zootecnista de Montes Claros, onde o casal passará a residir.

Diversos rotarianos e rotaractianos prestigiaram a solenidade. A seguir, algumas fotos que registram o agadável momento de companheirismo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FESTIVA 57 ANOS comente aqui

No dia 28 de abril de 2011 realizou-se a Reunião Festiva do RCOP, para comemoração dos 57 anos de profícua existência do clube na cidade de Ouro Preto. Na ocasião, procedeu-se a uma homenagem pelo centenário de Washington Moraes Andrade, sócio-fundador do RCOP, e foram distribuídos seis “Titulos Paul Harris”.

A mesa diretora dos trabalhos foi presidida pelo companheiro Maurício Carneiro (com esposa Angelina), e composta por:  Jório Coelho (representando o Colégio de Governadores do Distrito 4580), representante da Família de Teófilo da Silva (primeiro presidente do RCOP), Flávio Andrade (representando a Família de Washington Moraes Andrade), Bruno Campos (presidente do Rotaract de Ouro Preto), José Salvador (Governador Indicado 2012/2013), Dr. Fábio (representante dos Presidentes de Clubes da Área 01), Marcília Chaves (presidente do Lions Club de Ouro Preto).

A homenagem ao centenário de Washington Moraes Andrade consistiu de saudação pelo companheiro Claudino, e entrega de “Título Paul Harris” post mortem pelo companheiro Jório. Agradeceram as homenagens os filhos Sandra e Flávio. Whashington Moraes Andrade, natural de Visconde de Rio Branco, formou-se em engenharia de minas e civil na Escola de Minas em 1935. Trabalhou em diversas minas e siderúrgicas. A partir de 1942 lecionou inúmeras disciplinas na Escola de Minas. Em 1949 defendeu a tese “A espiral de Humphreys” e obteve o grau de doutor e titulo de docente livre. Em 1956 foi encarregado de por em funcionamento o Parque Metalúrgico Augusto Barbosa. Foi o 16o Diretor da Escola de Minas, vindo a falecer em 08/07/1974. Ele foi sócio-fundador do Rotary Club de Ouro Preto, tendo sido seu presidente no ano rotário 1960-1961, e Governador do Distrito 458 (hoje 4580) no ano rotário 1962-1963.

Cinco “Títulos Paul Harris” foram outorgados a membros do RCOP: Lincoln, José Cecília, Ronaldo, Margareth e Geraldo. Este ato representou a doação de US$6,000 à Fundação Rotária para seus programas humanitários em todo o mundo. Agradeceu pelo grupo o companheiro Lincoln.

Recebeu também o “Título Paul Harris” D. Venancinha, viúva do companheiro Teófilo da Silva (primeiro presidente do RCOP). Este título deveria ter sido entregue quando o Clube fez 50 anos. O EGD Juan Tumba-Noé procedeu à entrega do título a uma das filhas do homenageado.

A seguir, fotos representativas da Reunião Festiva. Destaque para as expressivas delegações de Mariana e de Itabirito, assim como a presença do companheiro Luiz Carlos Heidenreich (ex-Ouro Preto, atualmente Juiz de Fora).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LANÇAMENTO LIVRO GLAURA comente aqui

Em concorrida reunião organizada pelo Museu da Inconfidência no distrito de Glaura, ocorreu neste sábado, 02/04/2011, o lançamento do livro “Glaura – Chá com Causos“.

Trata-se de um projeto executado pela equipe pedagógica do Museu da Inconfidência, através de entrevistas com moradores de Glaura, com o propósito de aproximar a instituição do contexto sócio-cultural dos distritos de Ouro Preto, difundindo e valorizando, de forma lúdica, os conceitos de patrimônio, museu, história, memória, identidade, alteridade e cidadania, como algo dinâmico e de suma importância não apenas para a população local, mas para a preservação da própria cultura brasileira.

Os trabalhos foram desenvolvidos no sentido de valorizar assuntos que todos conhecemos e se constituem patrimônio inestimável para cada um de nós: culinária, festas populares, lendas, artesanatos, “causos”, medicina popular e crenças.

Este evento foi organizado pela companheira do RCOP Margareth Monteiro, pesquisadora do Museu da Inconfidência, e contou com a presença dos companheiros Paulo Monte Alto e Leonardo/Vera Godefroid. Estiveram presentes o diretor do Museu da Inconfidência, Rui Mourão, o criador do Projeto Sorria e benfeitor de Glaura, Aluisio Drummond, e o Prefeito e Vice-Prefeito de Ouro Preto.

A seguir, fotos do evento e um panorama do distrito de Glaura. Clique nas fotos, para ampliação.

 

Cartaz de divulgação do evento

 

As pesquisadoras do Museu da Inconfidência

 

Margareth Monteiro e Rui Mourão

 

 

 

 

 

Igreja de Santo Antônio

 

Polo Cultural de Glaura

 

 

 

 

PALESTRA FREDERICO SOBREIRA comente aqui

No dia 31 de março o RCOP teve o prazer de receber a visita de Frederico Garcia Sobreira, professor associado do Departamento de Engenharia Ambiental da Escola de Minas da UFOP. A motivação pelo convite se relaciona com a tragédia que se abateu recentemente sobre cidades serranas do Rio de Janeiro e o sul de Minas Gerais, em decorrência das fortes chuvas de início de ano, e a especialidade do professor.

O prof. Sobreira possui graduação em Geologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1983), mestrado em Geologia de Engenharia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1989) e doutorado em Geologia Econômica e Ambiental pela Universidade de Lisboa, Portugal (1996). Tem experiência nas áreas de Geociências e Geotecnia, com ênfase em Geologia de Engenharia e Geologia Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: geologia urbana, risco geológico, geologia ambiental, cartografia geotécnica e ordenamento territorial.

A palestra proferida teve como título: Chuvas e Risco Geológico em Ouro Preto. Inicialmente, foram abordados conceitos relacionados com movimentos de terra causados pelas chuvas, de uma maneira geral. Diversos exemplos de acidentes foram apresentados, assim como técnicas usuais de previsão de catástrofes. O ponto principal da palestra foi uma reflexão sobre a situação de Ouro Preto. Com índices pluviométricos médios bem superiores aos locais onde ocorreram acidentes no início deste ano em nosso país, Ouro Preto pode, a qualquer momento, sofrer uma tragédia semelhante ou até pior, principalmente em regiões onde antigamente se procedeu à mineração do ouro, incluindo os bairros de Santa Cruz e Padre Faria. Diversas propostas para se evitar danos futuros foram apresentadas pelo prof. Sobreira, baseadas em pesquisas que ele vem desenvolvendo em nossa região há vários anos.

A seguir, algumas fotos ilustrativas do evento.  

 

Palestrante Frederico Sobreira e esposa
Título da palestra
Prof. Sobreira mostra antigas regiões de mineração de ouro em Ouro Preto
Conclusões da palestra
 
 

 

 

Silvério Marotta, presidente em exercício
 

Novo uniforme do RCOP
 
Presença jovem do Rotaract