ÚLTIMA REUNIÃO 2011 comente aqui

No dia 22 de dezembro, o RCOP realizou a sua última reunião de 2011. Na ocasião, foi aclamado o companheiro Gabriel como presidente do RCOP para o ano rotário 2012-2013.

Aproveitou-se a reunião para a entrega de uma remessa de 1.000 sabonetes à AVOSCOP (Associação de Voluntárias da Santa Casa de Misericórdia de Ouro Preto).

Nesta reunião, o intercambista belga Antoine apresentou um breve relato sobre sua excursão por várias regiões do Brasil.

Abaixo, fotos representativas da reunião.

VISITA ROTARY PULHEIM – ALEMANHA comente aqui

Em abril deste ano nós recebemos uma delegação de professores da Universidade de Reutlingen, Alemanha. Estes professores vieram assinar um convênio de cooperação entre a sua instituição e a UFOP. A visita histórico/cultural à cidade de Ouro Preto foi organizada pelo companheiro Leonardo.

Um dos membros da delegação alemã, Wolfgang Honnen, é rotariano de Pulheim ( http://www.rotary1810.de/pulheim/).  O clube foi criado em 2006, e conta com 18 homens e 19 mulheres, com faixa média de idade de 52 anos. Wolfgang é o atual presidente do clube. Ele está propondo uma aproximação com o RCOP, para realização de projetos em conjunto.

Nosso clube, que já possui experiências muito satifatórias com outros clubes da Alemanha, por intermédio do companheiro Hubert, naturalmente vai aproveitar mais esta oportunidade.

A seguir, duas fotos que marcaram a visita dos alemães em Ouro Preto.

 

 

 

 

DOAÇÃO ASSODIOP comente aqui

No dia 21 de dezembro, os companheiros Lincoln e Leonardo fizeram a entrega de um notebook e de um data-show para a entidade filantrópica Associação dos Diabéticos de Ouro Preto – ASSODIOP. Trata-se de uma solicitação de apoio da ASSODIOP para o RCOP, com o objetivo de utilizar os equipamentos para apresentação de palestras que frequentemente são reailizadas naquela entidade.

A ASSODIOP foi criada por Décio França (técnico em metalurgia, responsável pelo controle de qualidade da Fábrica de Cabos da ALCAN Alumínio do Brasil) e demais colaboradores em 1990, e conta com mais de 200 afiliados. A Associação presta inúmeros serviços à comunidade, entre os quais o cadastramento de pessoas diabéticas (mais de 1.000 em Ouro Preto), campanhas de testes de diabetes na cidade (sempre com o apoio do RCOP), palestras de conscientização da doença, etc. A ASSODIOP reune-se mensalmente no Salão Paroquial da Matriz N.Sra. da Conceição, Bairro de Antônio Dias, Ouro Preto.

As fotos abaixo registram o momento da entrega dos equipamentos na residência de Décio França, atual presidente da ASSODIOP, com a presença de Sebastião Figueiredo, seu vice-presidente.

 

 

 

 

CARAVANA LAVRAS comente aqui

Neste sábado, 03/12/11, Ouro Preto recebeu a visita de rotarianos de Lavras/MG. Trata-se de uma caravana composta por 45 companheiros. Eles foram recepcionados durante o dia no Grande Hotel de Ouro Preto pelo Presidente Juninho, e os companheiros Armênio, Jório, Múcio,Raul e Pimenta.

Abaixo, fotos da recepção.

 

 

 

 

 À noite, a confraternização ocorreu no Café Pilar. Pelo RCOP compareceram o Presidente Juninho (e família), José Loreto, Elisabeth e Rotizen. 

Abaixo, fotos da visita.

 

 

 

 

 

 

 

 

DIA DO PALHAÇO comente aqui

Na reunião ordinária do RCOP de 01/12/11, o companheiro Armênio introduziu o amigo Ewerton Andrade Martins, que realiza um belo trabalho na comunidade, levando alegria e mágica aos pacientes do Hospital de Ouro Preto. Ewerton participa de um projeto com estudantes de medicina da UFOP, e também trabalha em restaurantes da cidade.

A seguir, fotos que representam a homenagem ao Dia do Palhaço.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo, uma breve descrição da experiência do Ewerton.

 

Olá Pessoal!!
Só alegria??

Segue um pouco da minha Historia:

Sou o primeiro filho dos meus pais e primeiro neto dos meus avós maternos. Nasci em 21 de março de 1988 em Caruaru PE, onde permaneci até os 8 anos de idade, com minha familia (2 irmãos mais novos, pai e mãe).

 Meu pai ( hoje aposentado) trabalhava no Banco do Brasil em Caruaru e foi transferido no inicio de 1996 para São José dos Campos, interior de São Paulo, onde passei o resto da minha infância e juventude. Aos 13 anos de idade fui comprar uma roupa para ir em um aniversario de 15 anos de uma amiga em um dos Shoppings de São José dos Campos. No Shopping havia um pequeno quiosque que vendia alguns Kits e pequenos números de mágica. Achei interessante e decidi comprar uns truques simples de cartas… esse foi o meu primeiro contato com a mágica!!! Até hoje sou agradecido a minha amiga que me convidou para a bendita festa…

Aos poucos fui me empolgando e gastando todo dinheiro que eu conseguia comprando as mágicas do quiosque… Após um ano comecei a animar festas com números relativamente simples e pouco elaborados… Aos 15 anos consegui entrar em 2 grupos de teatro, foi meu primeiro contato com as Artes Cênicas… Desde então nunca mais parei!

Desisti de prestar Ciencias da Computação no Vestibular para tentar Artes Cênicas, o que desagradou toda a familia!! Não mudei de ideia, em 2007 estava chegando em Ouro Preto, aprovado no vestibular de Artes Cênicas… No primeiro ano saia de palhaço com alguns colegas pelas ruas de Ouro Preto, apenas por diversão.. Não cobrávamos nem pediamos dinheiro para ninguem! Importante ressaltar que nessa época eu não possuia nenhuma técnica de palhaço, não tinha feito nenhum curso, não conhecia quase nada… As saídas pelas ruas da cidade eram a maneira que eu e meus colegas encontramos para pesquisar e aprender a ser palhaços!!

No fim de 2007 iria acontecer o I Encontro Mundial de Mágicos em Belo Horizonte, queria muito mas não tinha dinheiro. Passei a trabalhar como mágico-palhaço em restaurante das cidades, apara arrecadar fundos! Consegui juntar dinheiro e fui desfrutar o encontro que foi meu primeiro contato com a Mágica de Alto Nível Profissional!!

Em 2008 fui convidado para trabalhar na Santa Casa de Ouro Preto, por um projeto que recebe o apoio da Fundação Gorceix. O trabalho no hospital me permitiu conhecer diversos estudantes de medicina, que me convidaram para orientá-los em um projeto que eles estavam desenvolvendo. Hoje o “HAART-Humanização através da Arte” é um projeto que tem aproximadamente 15 intregantes, todos estudantes do Curso de Medicina, que estudam, pesquisam e desenvolvem um importante trabalho artistico no hospital. Ainda continuo dando algumas aulas para os integrantes do HAART.
Foi no Hospital e nas ruas que eu desenvolvi tecnicas próprias de teatro/palhaço e mágica, e apenas em 2009 fui fazer meu primeiro Curso de Palhaço em Campinas.

Terminei minha Graduação no fim do ano passado, no inicio desse ano fui estudar no “Noveau Clown Institute” uma importante escola de palhaços localizada em Barcelona-Espanha… Eu e uma guria do Rio Grande Sul fomos os únicos brasileiros selecionados para fazer tal curso.  Novamente foi muito difícil conseguir dinheiro, mas com a ajuda da UFOP, da família e de amigos, conseguir atravessar o Atlântico. Na Espanha consegui fazer muitos amigos, apresentei em cabarets e pequenos espétaculos, trabalhei na rua… fui dirigido e orientado por grandes Mestres Palhaços e ganhei muito material para pesquisas que estou desenvolvendo atualmente. De volta ao Brasil continuo trabalhando de palhaço e mágico no Hospital e nos Restaurantes da cidade. Estou montando o meu primeiro espetáculo e prestando prova para o Mestrado na UFOP em Estética e Filosofia da Arte, além de constinuar com a pesquisas em Filosofia, Teatro, Palhaço e Mágica.

Eh isso…ficou um pouco grande, mas é isso!!

Ah, eu nunca me associei a nenhuma associação de mágicos no Brasil. Por incrivel que pareça, a unica associação que estou de alguma forma inserido é a AMIC: Associació de Mags i Illusionistes de Catalunya, localizada em Barcelona.

Abraços Mágicos

Ewerton A.

HOMENAGENS MUSEU DAS REDUÇÕES comente aqui

O Museu das Reduções termina o ano de 2011, ano em que comemorou 25 anos de fundação, contabilizando os reconhecimentos pelos relevantes serviços prestados no campo da responsabilidade social, através de seus objetivos de difusão da arte, da cultura, da tecnologia e da indução do turismo doméstico.

Desenvolvendo desde agosto de 2010, em parceria com a Microcity Computadores e Sistemas Ltda, inédito projeto de educação patrimonial, com inclusão digital, que foi destacado como um dos 50 melhores projetos do gênero em andamento no País, pelo IPHAN, e, sem dúvidas, o maior já realizado na região dos Inconfidentes, pelo seu ineditismo, abrangência, conteúdo e intermunicipalidade, o Museu das Reduções já atendeu, gratuitamente,mais de 3800 alunos carentes, do 5º ano da rede pública municipal de ensino dos municípios de Itabirito, Nova Lima, Mariana e Ouro Preto, com excelentes resultados alcançados, e pretende atender, até maio do próximo ano, mais 1.200 alunos, totalizando 5.000 beneficiados. Além da democratização do acesso dessas crianças carentes às artes, à cultura e à tecnologia de ponta, o projeto desperta nos alunos o sentimento de pertencimento, criando gerações de cidadãos mais comprometidas com a preservação dos patrimônios culturais, materias e imateriais.

Em março/2011, o Museu das Reduções foi condecorado com a Comenda Ambiental Estância Hidromineral de São Lourenço (Veja reportagem no nosso post de 21/03/2011). Em outubro/2011, recebeu Moção de Aplauso da Câmara Municipal de Ouro Preto. Em novembro/2011, foi condecorado com a Comenda da Liberdade e Cidadania, na fazenda do Pombal, em São João del-Rei e com a Medalha Tomaz Antonio Gonzaga, da Associação dos Cavaleiros da Inconfidência, além de ter sido indicado aos prêmios Fundação Aleijadinho de Responsabilidade Social e Prêmio Projeto Trem da Vale de Educação Patrimonial. Vejam fotos abaixo.

Todo o trabalho desenvolvido no Museu das Reduções está a cargo de nosso companheiro Carlos Alberto Vilhena.