ASSEMBLÉIA DISTRITAL 2013 comente aqui

Está escrito em nosso MANUAL DE PROCEDIMENTOS:

Assembleia Distrital. Reunião de treinamento conduzida anualmente, de preferência em março, abril ou maio, envolvendo presidentes eleitos e líderes entrantes de clube. O propósito é preparar líderes entrantes de clube para assumir a função e formar sua equipe, além de oferecer a governadores eleitos, governadores assistentes e membros de comissões distritais entrantes, a oportunidade de motivar os líderes de clubes e dar início à relacionamento de trabalho com estes.

Pois bem, no último sábado, 27/04/2013,  realizou-se na cidade mineira de Ubá, a Assembléia Distrital do Distrito 4580. Trata-se de um oportuno momento para reflexões sobre os objetivos do Rotary, com a busca de estratégias para “dar de si antes de pensar em si”.

Naturalmente, a caravana de Ouro Preto não poderia deixar de comparecer. Nossos agradecimentos aos companheiros que puderam estar presentes à reunião e ao companheirismo: Margareth, Álvaro, Lya, Sonia e Farah, Pedro e Adelayde, Jório e Hória, Loreto e Maria Julia, Rotizen e Elisabete, e a intercambista Camila com sua mãe Jacira. Presença marcante também dos amigos Luiz Carlos Heidenreich e Cristina (Juiz de Fora) e Juan Tumba-Noé (Ponte Nova).

A seguir, algumas fotos do evento.

Picture1

Picture2

59 ANOS RCOP E DIA DAS MÃES

Nesta quinta-feira, 25/04/2013, o RCOP se reuniu para celebrar 59 anos de profícua existência em nossa comunidade. Aproveitou-se para também homenagear o Dia das Mães. Concorrida e alegre reunião ocorreu no Restaurante Casa do Ouvidor, com a presença da maioria de nossos companheiros, assim como delegações de Mariana, Itabirito e Congonhas, e convidados especiais.

As fotos abaixo ilustram momentos do companheirismo. Fotos do companheiro Rotizen.

Picture1

Picture2

Picture3

Picture4

Picture5

PALESTRAS RECENTES comente aqui

O RCOP tem o costume de realizar palestras sobre temas atuais, aproveitando a comemoração de datas importantes. Para tal, são convidados companheiros ou membros da comunidade, que expõem suas idéias de forma clara e objetiva, dentro da formação específica de cada um, e contribuem para a disseminação do conhecimento entre todos. Recentemente, fomos brindados com duas palestras de professores da Escola de Minas / UFOP.

No dia 04 de abril o companheiro Hubert Roeser proferiu a palestra “Estudo sobre o impacto antropogênico nas águas do Alto Rio Doce”, aproveitando as comemorações do Dia da Água. Hubert fez um panorama de suas pesquisas nos últimos 30 anos, apresentando os problemas de degradação, poluição e contaminação das áreas estudadas, com ênfase para a necessidade de conscientização do cidadão sobre o assunto.

No dia 11 de abril o companheiro Geraldo Lúcio de Faria proferiu a palestra “O Aço”, em comemoração ao Dia do Aço.  Geraldo fez um panorama sobre o assunto, apresentando a caracterização física do aço, aspectos da fabricação do aço, história e aplicações do aço, o aço no Brasil e no mundo. Desta forma, demonstrou-se de maneira bem didática a importância desta liga para o nosso cotidiano.

As fotos abaixo apresentam os dois palestrantes.

Picture1

Picture2

ATIVIDADES MUSEU DA INCONFIDÊNCIA comente aqui

A companheira Margareth Monteiro, pesquisadora do Museu da Inconfidência em Ouro Preto, está sempre nos surpreendendo com a organização de importantes exposições culturais em seu local de trabalho.

No dia 22 de março foi lançado o livro “Cláudio Manoel da Costa“, de autoria de Laura de Mello e Souza (USP). O evento contou com a presença dos companheiros Jório Coelho e esposa Hória, Leonardo Godefroid e filha Patrícia, e o sócio honorário Ângelo Oswaldo de Araújo Santos.

Livro

O mineiro Cláudio Manoel da Costa, consagrado pelos versos de Vila Rica, poema dedicado à fundação da capital “das Minas Gerais”, é revisitado de maneira inovadora neste perfil bibliográfico escrito por Laura de Mello e Souza, que lança uma nova perspectiva sobre a vida, a obra e o destino do poeta brasileiro. O leitor é transportado à Minas Gerais do século XVIII, onde Cláudio Manoel da Costa exerceu a carreira de advogado paralelamente à de poeta, engajando-se também no movimento da Inconfidência Mineira. Sua morte, no entanto, é um dos temas mais polêmicos de sua biografia, cujas circunstâncias nunca foram totalmente esclarecidas. O resultado dessa pesquisa é uma leitura renovada desse importante poeta da língua portuguesa, marcado pela prosa fluente e o rigor científico de Laura de Mello e Souza.

No dia 05 de abril foi inaugurada a exposição “A Natureza de Burle Marx“, com obras de arte que enfocam a rica flora brasileira pelas mãos do maior inventor de jardins do Brasil. O RCOP foi representado novamente pelo companheiro Leonardo Godefroid.

Burle Marx

O artista paulista Roberto Burle Marx nasceu em 1909, viveu principalmente no Rio de Janeiro, fez diversos cursos na Europa, e faleceu em 1994. Responsável pela criação de uma linguagem internacional e moderna dos jardins, é considerado um dos maiores paisagistas do século XX. Apesar da influência do movimento modernista brasileiro, Burle Marx revelou seu espírito transformador em sua estética revolucionária e exuberante nos projetos paisagísticos realizados em cidades brasileiras e estrangeiras. Deixou seu legado também na qualidade de: desenhista, pintor, gravurista, tapeceiro, ceramista, escultor, pesquisador, músico e designer de jóias, sensibilidades que conferiram características únicas a toda a sua obra.

Abaixo, foto tirada por Cláudia Klock ilustra a participação de companheiros do RCOP no evento.

Burle Marx