O LIVRO DE TIRADENTES comente aqui

No dia 23 de setembro, o historiador britânico Kenneth Maxwell, e o professor Bruno Carvalho, da Universidade de Princeton, ministraram palestras no auditório do Museu da Inconfidência, dentro da programação da 7ª Primavera Nacional dos Museus. Na pauta, O Livro de Tiradentes (2013), da editora Penguin & Companhia das Letras, que aborda a obra Recueil des loix constitutives de Etats-Unis de l’Amerique, publicada em Paris em 1778 e dedicada a Benjamin Franklin.

Kenneth Maxwell fundou o Programa de Estudos Brasileiros da Universidade de Harvard, onde leciona história. Anteriormente, havia sido diretor do Programa para a América Latina no Conselho de Relações Internacionais em Nova York e editor de assuntos latino-americanos da Foreign Affairs Magazine. Um dos maiores especialistas na Conjuração Mineira e história do Império português no século XVIII, lecionou na Universidade Columbia e é autor, entre outras obras, de A devassa da devassaBrasil e Portugal 1750-1808 e Pombal ? Paradoxo do iluminismo. Outras informações em krmaxwell.com.

O mártir da Inconfidência, Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, estava com o volume de Recueil momentos antes de ser capturado, e a publicação foi anexada aos documentos do interrogatório dos conspiradores. O Livro de Tiradentes foi feito sob a direção de Maxwell pelos então estudantes da Universidade de Harvard – Gabriel de Avilez Rocha, Bruno Carvalho e John Huffman. Carvalho agora é professor da Universidade de Princeton, Rocha faz doutorado na Universidade de Nova Iorque e Huffman coordena estudos sobre Benjamin Franklin na Universidade de Yale.

O Livro de Tiradentes incide sobre a história da malograda rebelião republicana e anticolonialista acontecida em Minas Gerais. Discorre sobre os métodos como os conspiradores se inspiraram na bem-sucedida guerra americana de independência e nos primeiros documentos constitucionais dos Estados Unidos. Conta, também, com capítulo sobre o ambiente intelectual em Minas Gerais na época da Inconfidência, escrito pelas professoras Heloise Murgel Starling e Junia Ferreira Furtado, da UFMG. O Livro de Tiradentes insere o movimento emancipacionista do Brasil Colônia em seu contexto global.

Recueil des Loix Constitutives des États-Unis de l’Amérique (ou o “Livro de Tiradentes”, como passou a ser conhecido nas Minas) é a coletânea dos documentos constitucionais fundadores dos Estados Unidos da América: a Declaração da Independência, uma primeira redação dos Artigos de Confederação, um censo das colônias inglesas de 1775 e outros termos acessórios, como a Constituição de seis dos treze estados confederados. Mas o Recueil é muito mais que isso: protagonista de uma história que envolve o Brasil, a América do Norte, a Europa e suas relações recíprocas entre 1776-8 e 1789-92, a coletânea de leis foi o principal veículo de informações sobre o republicanismo norte-americano para os conjurados mineiros, os quais passavam de mão em mão duas edições que chegaram por vias tortuosas à porção insurgente da colônia portuguesa nas Américas. As complexidades do Recueil, enquanto documento histórico e linguístico, foram tema do discurso de Bruno Carvalho, que identificou as diferenças concretas de tradução entre o original inglês e sua versão francesa. Foi por meio desta última, tal como se apresenta no Recueil, que os brasileiros de Minas Gerais entraram em contato com as estruturas institucionais norte-americanas.

Esta atividade realizada no Museu da Inconfidência foi organizada pela companheira Margareth Monteiro, e contou com a presença dos companheiros Pedro Soriano de Carvalho (e esposa Adelaide) e Leonardo Godefroid. Kenneth Maxwell surpreendeu a todos os presentes quando, ao final de sua palestra, presenteou o Museu com um exemplar original do Recueil.

Tiradentes

CHEGADA INTERCAMBISTA MÉXICO comente aqui

O RCOP acaba de receber a nova intercambista do Programa de Intercâmbio de Jovens, ano rotário 2013-2014. Trata-se de Elena Ortega, procedente da cidade de Juarez, província de Chihuahua, México. Elena desembarcou no dia 18/09/2013 em Confins, onde foi recebida por Elisabete e Loreto/Maria Júlia. Ela se apresentou logo em seguida ao nosso clube. As fotos abaixo ilustram seus primeiros contatos.

Imagem1

Imagem2

Imagem3

Imagem4