SENADO FEDERAL HOMENAGEIA ROTARY

O Senado Federal realizou sessão especial nesta sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016, para homenagear o Rotary International pelo seu aniversário de 111 anos. A sessão também serviu para marcar o centenário da Fundação Rotária, braço financeiro da instituição, que será comemorado em 2017.

O autor do requerimento solicitando a sessão especial foi o senador José Serra (PSDB-SP). Ele explicou que o Rotary busca estimular líderes comunitários, homens de negócios e profissionais a ele filiados a empreender serviços à sociedade, além de incentivar o comportamento ético entre seus associados e nas suas relações profissionais e de negócios.

IMG_8785

O diretor do Rotary International no Brasil, José Ubiracy Silva, discursou na sessão. Ele afirmou que os associados do Rotary trabalham com disposição dos projetos organizados pela instituição porque “servir a humanidade é a melhor obra de uma vida”.

Trabalhamos com o propósito de melhorar a condição de vida da população que nos cerca. A paz somente será possível quando as pessoas estiverem educadas, saudáveis e bem alimentadas. Sabemos a dimensão da mudança a que nos propomos e somos todos voluntários. Queremos ser úteis – disse.

Silva aludiu ao principal projeto conduzido pelo Rotary, o PolioPlus, esforço pela erradicação da poliomielite (paralisia infantil), que existe há 31 anos e contribuiu para extinguir a forma endêmica da doença em praticamente todo o mundo. Segundo o diretor, o Rotary brasileiro está disposto a colaborar de forma semelhante com as autoridades brasileiras para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da zika e da chicungunha.

Vera Lúcia Camilo Ribeiro, governadora do distrito que abrange Distrito Federal, Goiás e Tocantins, também falou na sessão. Ela lembrou que a instituição é a única organização não-governamental (ONG) do mundo com cadeira na ONU, onde atua como observadora.

Não é à toa que estamos fazendo 111 anos. É porque temos grandes trabalhos prestados, planejamento, seriedade. Trabalhamos para o bem da comunidade e do mundo e fazemos uma grande diferença.

Mário César Martins de Camargo, representante brasileiro na curadoria da Fundação Rotária, falou sobre o trabalho desse ramo da instituição. Ele explicou que a fundação recebe doações de associados de todo o mundo e investimentos atraídos pelo Rotary, e usa esse dinheiro para financiar projetos e campanhas de erradicação de doenças, treinamento de professores, fomento ao empreendedorismo, ajuda humanitária e outros.

Não medimos esforços. Tiramos do nosso próprio bolso e conseguimos convencer governos e fundações particulares a decuplicar o que nós investimos ao longo de nossa trajetória. Não conhecemos fronteiras. Nosso campo de trabalho é o mundo inteiro.

Apesar de a Fundação Rotária não estar entre as maiores do mundo em termos de quantidade de capital, Camargo garantiu que a instituição possui um ativo “que ninguém mais tem”, que é a rede global de 1,2 milhão de associados, “combatentes que conhecem as suas comunidades”.

Parte do discurso do curador foi dirigido aos associados brasileiros. Ele relatou que a fundação não recebe muitos projetos oriundos do Brasil em busca de financiamento, e alertou que isso faz com que o dinheiro arrecadado aqui acabe revertido em benefício de outros países. Camargo pediu aos diretores e presidentes regionais dos clubes Rotary que trabalhem para multiplicar as iniciativas brasileiras.

Outro curador da Fundação Rotária, o americano Michael McGovern, também discursou. Ele ressaltou que as conquistas do Rotary são resultado principalmente da disposição dos associados e agradeceu o reconhecimento prestado pelo Senado.

imagem_materia

O senador José Serra, idealizador da sessão especial, prestou homenagem aos rotarianos presentes e destacou o fato de que o Rotary é “campeão mundial” de investimento em capital social e em número de voluntários. Ele afirmou que, quando foi ministro da Saúde (1998-2002), o Rotary foi um dos maiores parceiros em ações conjuntas.

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) disse que o Rotary promove uma “globalização do bem”, que é inclusive anterior ao fenômeno da globalização econômica. Ele pediu auxílio da instituição no combate ao analfabetismo e elogiou a disposição dos associados em todos os projetos com que se envolvem.

Nos dá orgulho saber que pessoas que não são políticas, não são de governos, que apenas são parte da humanidade, lutam para erradicar o sofrimento – elogiou.

O senador Hélio José (PMB-DF) salientou que o modelo rotariano de governança e de captação de recursos é “reconhecido mundialmente”, e se disse emocionado pelo fato de que os associados realizam todos os seus projetos sem nunca perderem o espírito de amizade entre si.

A história da organização é inspiradora aos brasileiros nestes tempos de crise, porque ilustra a força das pessoas quando se unem por uma boa causa. O Rotary tem um legado moral muito importante, movido pela força da solidariedade e pela fé no progresso humano – observou.

A solenidade ocorrida em Brasília teve a participaçãoo de uma comitiva de Mariana, liderada pelo nosso futuro Governador do Distrito 4580, André Cota.

Fonte: Agência Senado.

ROTARY INTERNATIONAL 111 ANOS

No dia 23 de fevereiro de 1905, Paul Harris, Gustavus Loehr, Silvester Schiele e Hiram Shorey estiveram juntos em Chicago, Estados Unidos, naquela que entraria para a história como a primeira reunião de Rotary Club, dando início à destacada história da nossa organização. Esta data é conhecida como o Dia do Rotariano.

Como não poderia deixar de acontecer, o RCOP prestou uma homenagem à fundação do Rotary International. Sob a coordenação do companheiro Armênio Queiroz, montou-se uma encenação, reproduzindo a reunião pioneira de Chicago. Participaram do teatro os companheiros José Cecília de Oliveira Jr., Luiz Antônio Junqueira, Rotizen Reggiani e Jório Coelho.

Aproveitando o momento, o RCOP homenageou os companheiros Múcio Junqueira e Joaquim Claudino Filho, cuja soma das entradas no Clube totaliza justamente 111 anos.

As fotos a seguir, tiradas pelo companheiro Rotizen Reggiani, ilustram momentos da reunião.

Slide1

Slide2

Slide3

Slide4

Slide5

Slide6

Os companheiros Armênio Queiroz e Leonardo Godefroid prepararam o texto abaixo (a partir de consulta ao site oficial do RI) sobre o aniversário do RI, para divulgação na mídia de Ouro Preto.

No dia 23 de fevereiro, os membros do Rotary Club comemoram em todo o mundo o seu aniversário. Esta data coincide com a fundação do primeiro Rotary Club, em 1905, na cidade de Chicago, Estados Unidos. Rotary é um adjetivo do idioma inglês, equivalente a rotativo, giratório, circulatório. Os sócios fundadores desta grande organização que é hoje o Rotary International optaram por este nome porque as primeiras reuniões eram feitas em rodízio, cada vez no local de trabalho de um dos sócios. No Brasil, o aniversário é comemorado através da Lei Federal número 6.843, de três de novembro de 1980. Mas, o que realmente significa esta entidade?

O Rotary International é uma rede global de voluntários, integrada por líderes profissionais, empresariais e comunitários dedicados à prestação de serviços humanitários que incentiva a prática de altos padrões éticos e a pro­moção da paz e boa vontade no mundo. Seu objetivo é muito claro: transformar o mundo!

O que é preciso para transformar o mundo? Alimentar os famintos e dar água a quem tem sede… Alfabetizar crianças e mantê-las saudáveis… Abrigar famílias e educar a juventude… Oferecer aos carentes a chance de prosperar… Formar uma rede mundial de defensores da paz… E vencer uma doença que já aleijou e matou milhões… Uma pessoa sozinha pode fazer isso? E 1 milhão e duzentas mil?

Esses homens e mulheres já estão transformando o mundo por intermédio do Rotary. Eles são profissionais e líderes comunitários em mais de 34.000 clubes, prestando serviços voluntários localmente e no exterior, e dedicados ao simples ideal: dar de si antes de pensar em si. “O Rotary é: visão para enxergar, confiança para acreditar e coragem para agir”. “Às vezes a gente pensa: eu queria tanto ajudar a quem precisa mas não sei como. O Rotary dá as ferramentas que a gente precisa”. “É só dizer que você é rotariano, que as portas se abrem em qualquer lugar do mundo”. Para os rotarianos nada é impossível. Através de parcerias com o UNICEF, a OMS e o CDC, o Rotary já vacinou mais de 2 bilhões de crianças contra a pólio, e reduziu a incidência global da doença em 99%. “Gastando pouco, os rotarianos e seus parceiros estão fazendo um trabalho incrível e muito eficiente”. O Rotary já gastou mais de US$500 milhões em bolsas educacionais e intercâmbios. Seus programas de pós-graduação treinam pessoas do mundo inteiro para defender a paz. Para os rotarianos, o retorno é enorme e imediato. Quando o mundo parece não ter sentido e esperança, rotarianos de todas as raças, cores e crenças se unem para fazer o bem: cuidar, proteger, conectar, e fazer a diferença. “Isso acontece porque somos rotarianos, e nós podemos e devemos nos envolver”. Mas até para 1 milhão e duzentos mil voluntários, transformar o mundo não é uma tarefa simples. Veja como você pode participar. “A união faz a força, cabe a nós seguir a direção certa, pois quando estamos comprometidos e determinados, tudo dá certo”. Rotary International: pessoas comuns unidas para realizar feitos extraordinários.

PAELLA DO LORETO NA CASA DA SÔNIA

De acordo com a Wikipedia (https://pt.wikipedia.org/wiki/Paella), a paella (em castelhano e catalão) ou paelha (forma aportuguesada) é um prato à base de arroz, típico da gastronomia espanhola e que tem as suas raízes na comunidade de Valência – daí que em Portugal seja comumente conhecido como arroz à valenciana. Surgiu na Espanha, nos séculos XV e XVI, na região de Valência, mais especificamente na região de Albufera, região de grandes arrozais e de grande produção de verduras frescas. Originalmente um prato popular, foi criada pelos camponeses que partiam para o campo com a paellera ou paella, arroz, azeite e sal e agregavam ingredientes da caça, legumes da estação e as sobras que possuíam. O tomate só foi acrescentado posteriormente, trazido da América por Cristóvão Colombo, e o frango, que era muito caro para os padrões da época.

O prato é chamado paella devido à paellera ou paella valenciana, uma espécie de frigideira, de ferro ou aço, onde são preparados vários pratos da culinária valenciana, como o arroz negro e o fideuá. A paella ou paellera, é uma frigideira rasa e grande (diâmetro mínimo de 30 cm), com duas alças. O formato da paella favorece o cozimento do arroz por igual. O nome paella vem do latim “patella“, espécie de bandeja usada na Roma antiga, onde eram colocadas as oferendas aos deuses, em rituais de fecundação da terra.

Há diversas receitas, mas a autêntica paella valenciana é a união de vários alimentos característicos da região: arroz, frango, coelho, pato, garrofó, tabella e ferraura – variedades autóctones de feijão -, tomate, azeite e açafrão (que dá a cor amarela característica do prato). Ocasionalmente pode se adicionar alcachofras e caracois, alguns também adicionam ervilhas. Com a difusão da paella pela costa, foram acrescentados frutos do mar: choco, camarões, lulas, lagostins, amêijoas (vongole), mexilhões, e polvo, tornando-o um prato misto (terra e mar). Em suas diferentes variações, encontram-se ainda as “paellas marineras” (peixe e frutos do mar) e a “paella negra”, com tinta de lula. No Brasil, normalmente é feita com frutos do mar.

Pois bem, o nosso companheiro e exímio cozinheiro José Loreto resolveu criar uma variação deste famoso prato: a Paella Ouropretana. Trata-se de uma saborosa variedade de carnes de boi, frango e porco, bem cozidas na frigideira de ferro, a uma adequada temperatura e tempo, misturadas com legumes (inclusive quiabo e mandioca), arroz e temperos. Para enfeitar o prato e dar um toque regional, torresmos bem sequinhos são colocados na superfície do prato, e fazem o papel dos camarões tradicionais.

A Paella do Loreto foi muito bem degustada neste ultimo domingo na residência da companheira Sônia Farah, por ocasião do Natal da Casa Lar, festa tradicional que o casal Farah oferece para as crianças que participam do projeto de acolhida de órfãos e abandonados. As fotos a seguir ilustram momentos do almoço. Uma boa oportunidade para o companheirismo e, é claro, de saborear uma deliciosa refeição. Parabéns, Loreto e Sônia!

Slide1

Slide2

FESTIVA DE NATAL 2015

O RCOP comemorou o Natal de 2015 com uma reunião festiva no dia 10 de dezembro. A reunião foi presidida pelo companheiro Múcio Junqueira (o Presidente Álvaro Guarda chegou no fim da reunião, devido a compromissos familiares). O companheiro Hubert Roeser organizou um coral, com membros do clube, para entoar diversas músicas natalinas. Aproveitou-se o momento para uma homenagem a Gustavo Cid Bravo e esposa, que deixam Ouro Preto e passam a residir no Chile. Como sempre, a reunião foi bastante alegre, com irradiação de companheirismo. As fotos abaixo, tiradas pelo companheiro Tino Ansaloni, ilustram momentos da festa.

Slide01

Slide02

Slide03

Slide04

Slide05

Slide06

Slide07

Slide08

Slide09

Slide10

Slide11

Slide12

 

 

DESPEDIDA COMPANHEIRO GUSTAVO BRAVO

Na reunião do RCOP de 26 de novembro de 2015, o companheiro Gustavo Bravo anunciou a sua partida para o Chile. Gustavo e família estão retornando para sua terra natal, após uma boa temporada de serviços prestados à comunidade de Ouro Preto. Nossos cumprimentos a eles, com desejos de felicidades nesta nova etapa de sua vida.

Nesta reunião, foi eleito por aclamação o companheiro Leonardo Godefroid para a presidência do RCOP, ano rotário 2016-2017.

Os companheiros Silvério Bezerra e seu filho Ronaldo foram chamados à tribuna, para homenagem prestada à esposa e mãe Amélia pelo seu aniversário.

O ROTARACT comunicou a posse de mais um novo membro e o INTERACT 2 novos membros nos seus respectivos clubes.

As fotos abaixo, tiradas pelos companheiros Rotizen Reggiani e José Loreto, ilustram momentos da reunião.

Slide1

Slide2

Slide3

Slide4

Slide5

Slide6

PROJETOS CONTEMPLADOS PELA VALE

Na reunião do RCOP de 19 de novembro de 2015, o Presidente Álvaro Guarda e sua esposa Vera anunciaram que a empresa VALE aprovou dois projetos dentro do Programa VALORIZAR.

O projeto “ANTÔNIO PEREIRA: rumo ao desenvolvimento orgânico e sustentável”, é uma iniciativa do Rotary Clube de Ouro Preto, em uma parceria com o Núcleo Cátedra UNESCO: água, mulheres e desenvolvimento [NUCAT], e Observatório C.A.F.E. do Curso de Administração, ambos da UFOP. Ao assumir a sustentabilidade como eixo condutor do projeto, pretende-se incentivar os avanços sociais e as ações empreendedoras na comunidade de Antônio Pereira, distrito de Ouro Preto – MG, tendo como objetivo o fortalecimento das iniciativas de desenvolvimento sustentável e orgânico, a associação dos moradores Residencial Vila Antônio Pereira – com o projeto Galpão de reciclagem e a família de produtores de hortifrutigranjeiros, através de ações para melhoria da qualidade de vida e saúde. Ao promover o desenvolvimento socioeconômico e a educação ambiental, este projeto destaca-se pela atenção especial para unir pessoas de baixa renda para o crescimento profissional, em torno dessas iniciativas, que visam à garantia de uma vida digna para toda a comunidade. Diretamente serão beneficiadas 20 pessoas da comunidade de 18 a 65 anos, com renda média de um salário mínimo. Indiretamente, além das 48 pessoas influenciadas pela ação dos beneficiários diretos, toda a comunidade de Antônio Pereira, que possuirá a oportunidade de alimentação saudável e reciclagem. A iniciativa começa com a família da Dona Dalva, que planta legumes e verduras, e os vende na comunidade. Eles possuem um terreno com grande capacidade de produção ociosa. O projeto visa crescimento dessa horta, estimulo a alimentação saudável; geração de emprego e renda. O Galpão de Reciclagem teve início com a D. Neuza coletando papelão e ferro velho, hoje ele possui todo o maquinário necessário ao trabalho. O principal objetivo é estimular a conversão de desperdício em materiais ou produtos de potencial utilidade. O projeto tem por fim viabilizar a inserção dos indivíduos aos meios culturais, ambientais e sociais em causas emergentes da comunidade. O fortalecimento dos projetos das hortaliças e da reciclagem engajará a população em favor do coletivo. Terá acesso a educação, através da capacitação para o do trabalho; renda e dignidade. Propõe-se, portanto uma comunidade mais justa, igualitária, e que eliminem os déficits dos indicadores sociais. Uma alimentação saudável e equilibrada, e o descarte adequado do lixo são fundamentais para a qualidade de vida, constituindo uma prática que contribui para o bem estar físico mental e social dos indivíduos. O projeto participou da 3ª Edição do Vale Valorizar 2015, conquistando o 2º lugar, na categoria “Melhoria da Saúde e Qualidade de Vida das Comunidades”.

O projeto “Capacitação profissional: Cuidador de pessoas” é um projeto da Associação de Senhoras de Rotarianos de Ouro Preto – MG, em parceria com a Universidade Federal de Ouro Preto, através do Núcleo Cátedra UNESCO: água, mulheres e desenvolvimento [NUCAT] e o observatório C.A.F.E. do Curso de Administração e o Rotary Club de Ouro Preto. Sua finalidade é capacitar membros da comunidade, através do curso de cuidador de pessoas, promovendo a humanização e cuidados de crianças e idosos, melhorando as condições de vida da comunidade e visando o bem estar das pessoas envolvidas. Nessa iniciativa serão beneficiados diretamente 100 indivíduos, acima de 18 anos, com renda média de até um salário mínimo, e indiretamente cerca de 70% da população constituída de idosos e crianças. A necessidade da criação de um curso de cuidador de pessoas foi observada na cidade, devido a um aumento no número de idosos e crianças, e a escassez de oferta de asilos e creches para os mesmos, respectivamente. Para isso, é preciso a preparação de voluntários para capacitar as pessoas ao apoio domiciliar, propondo salientar a questão dos direitos humanos, visando à qualidade de vida dos clientes. A Associação de Senhoras de Rotarianos, busca cooperar e auxiliar entidades filantrópicas, assistenciais e educativas através desta iniciativa. Esta ação propõe a profissionalização para esses cuidadores. O curso tem por objetivo capacitar as pessoas para cuidar de idosos e crianças em suas necessidades básicas, através de aspectos sociais, de saúde e psicológicos, além de uma vida mais saudável. O curso é voltado para as pessoas da comunidade, tanto familiares, quanto pessoas que desejam trabalhar na área. É gratuito e visa a qualidade de vida, geração de renda e principalmente a inclusão e preparação dos indivíduos e grupos socialmente vulneráveis. Com ele, as pessoas perceberão que cuidar de idosos e crianças, é além de tudo um gesto de amor, dedicação e carinho. O projeto participou da 3ª Edição do Projeto Vale Valorizar 2015, conquistando o 2º lugar, na categoria “Capacitação Profissional”.

Slide1

Slide2

Slide3

POSSE NOVOS COMPANHEIROS

O RCOP realizou em 05 de novembro de 2015 uma reunião festiva, em função da posse de dois novos companheiros.

O protocolo Raul Silva convidou todos a tomarem seus lugares e procedeu a composição da mesa principal com as seguintes autoridades: Álvaro Guarda, presidente do RCOP; Vera Guarda, presidente da Casa da Amizade; Jório Coelho, ex. governador do distrito; Filipe Bento, presidente do Rotaract Club de Ouro Preto; Carolina Araújo, presidente do Interact Club de Ouro Preto; Issamu Endo, primeiro secretário do RCOP; Creuza Mendes, primeira tesoureira do RCOP.

Composta a mesa diretora, o protocolo Raul passou a palavra ao presidente do RCOP para a abertura oficial da reunião. Em seguida todos se colocaram em posição de respeito e fizeram um minuto de silêncio, em homenagem às vítimas do desabamento da barragem de rejeitos da empresa SAMARCO Mineração, ocorrido recentemente em Mariana. O protocolo anunciou as presenças da noite e deu boas vindas a todos.

Na sequência da reunião, o protocolo Raul deu início à cerimônia de posse dos novos companheiros Alex Silva Brito e Richer Silvério Lucas, que se colocaram de em frente aos pavilhões expostos. A companheira Margareth Monteiro foi convidada a fazer uso da palavra, para apresentar um breve resumo do currículo de seu afilhado Alex. Em seguida, Raul também fez um breve resumo do currículo de seu afilhado Richer.

Na continuidade da reunião, o presidente Álvaro, observando o estatuto do RCOP, empossou os dois novos companheiros. Margareth e Raul colocaram então os pins do Rotary International em seus respectivos afilhados. Álvaro lhes entregou os certificados de membros do RCOP. Após a posse, os familiares dos dois novos companheiros se posicionaram junto a eles para uma fotografia. O protocolo convidou os novos companheiros para proferirem seus discursos de posse. Ambos agradeceram a acolhida pelo clube, falaram a respeito das ações de ajuda ao próximo já desenvolvidas por eles, e finalmente agradeceram os seus padrinhos pela oportunidade de fazer parte de um grupo de Rotary.

O protocolo Raul convidou o garçom Eduardo para anunciar o cardápio do jantar da noite. Em seguida o presidente Álvaro fez seus agradecimentos e encerrou oficialmente a reunião, convidando todos para o jantar festivo.

As fotos abaixo, tiradas pelo companheiro Rotizen Reggiani, ilustram momentos da reunião. O presente texto é uma adaptação da ata elaborada pelo companheiro Geraldo Lúcio de Faria.

Slide1

Slide2

Slide3

Slide4

Slide5

Slide6

DIA MUNDIAL DE COMBATE À PÓLIO

O Rotary Club de Ouro Preto celebrou o Dia Mundial de Combate à Pólio com uma campanha de rua, para divulgação de seu trabalho junto à comunidade, e conscientização da população para a necessidade de medidas para erradicação desta triste doença no mundo. Durante todo o dia 23 de outubro, membros do Clube liderados pelo nosso presidente Álvaro Guarda e pela companheira Maria Cecília Trópia estiveram presentes em uma tenda armada na Praça Reinaldo Alves de Brito, Ouro Preto, distribuindo panfletos e arrecadando recursos para a Fundação Rotária. A Casa da Amizade, o Rotaract e o Interact também compareceram e ajudaram na campanha. As fotos abaixo mostram cartazes referentes ao assunto e ilustram momentos do dia.

 

IMG_7346

 

dia mundial da polio 2015 11830819_10153530914173809_697381149_n

outubro 2015 12096455_10208075525634743_2030051653007662092_n

wgmeal status brazil set 2015 12065679_10208075523994702_8751660493930414408_n

Slide1

Slide2

Slide3

 

GINÁSTICA DE TRAMPOLIM

A Fundação Aleijadinho, instituição sem fins lucrativos, tem por objetivo promover o desenvolvimento sócio-educacional da comunidade de Ouro Preto e região, além de desenvolver e apoiar projetos de esporte, educação, lazer e cultura para crianças e adolescentes.

O Projeto Esporte e Cidadania é voltado para atividades de ginástica de trampolim, com mais de 150 crianças participantes, com a conquista de recordes e a subida no pódio nos mais importantes campeonatos mundiais. Este Projeto foi paralisado em setembro do corrente ano, devido a dificuldades financeiras da Fundação. O professor de educação física Estácio compareceu à reunião de 15/10/2015, a convite do companheiro Gleiser Boroni, e fez uma apresentação sobre o assunto. Estácio é professor da seleção brasileira de ginástica de trampolim. O RCOP colaborou imediatamente com a aquisição de vários tickets para um almoço beneficente no próximo domingo.

Nesta mesma reunião do RCOP, a Srta. Raquel Rapallo, representando a UNIMED DOS INCONFIDENTES, fez uma palestra sobre o Projeto ABRAÇOS, de acompanhamento e apoio a portadores de câncer de mama, associados ou não à UNIMED, e desenvolvido de forma permanente em nossa cidade.

A companheira Cecília Trópia convidou todos os companheiros para participarem de atividades previstas para o Dia Mundial de Combate à Pólio. O nosso clube vai promover um encontro ao lado da Casa dos Contos, no dia 23 de outubro, das 11:00h às 19:00h. Será afixado um banner e distribuído folhetos explicativos sobre o assunto para a população.

Durante as atividades de companheirismo de nossa reunião, o companheiro Armênio Queiroz convidou todos os professores presentes para uma homenagem alusiva ao Dia do Professor, ocorrido em 15 de outubro. Armênio aproveitou o ensejo para lembrar o aniversário de fundação da Escola de Minas da UFOP (139 anos) e 40 anos de sua própria formatura (juntamente com o companheiro Pedro Soriano).

O companheiro Amantino (Tino) Ansaloni comunicou a outorga do Diploma de Honra ao Mérito ao Rotary International, concedido pela Câmara Municipal de Ouro Preto, por intermédio do vereador Thiago Mapa. Tino esteve presente à sessão solene, e recebeu o diploma para nosso clube.

As fotos abaixo, tiradas pelo companheiro Tino Ansaloni, ilustram momentos da reunião.

Imagem1

Imagem2

Imagem3

Imagem4

Imagem5

Imagem6

Imagem7